Portugal Digital, com agência

Teresa Ribeiro chegou terça-feira (30) ao arquipélago de São Tomé e Príncipe para uma visita de trabalho de três dias durante a qual vai analisar com o governo são-tomense “o que é que pode ser melhorado, o que é que pode ser ajustado” no âmbito do Programa Estratégico de Cooperação (PEC) assinado pelos dois países em 2016, mas cuja execução está praticamente estagnada.

“Assinámos no ano passado um programa estratégico de cooperação e este ano, de certo modo, vimos aqui fazer uma reunião de balanço para ver o que é que pode ser melhorado, o que é que pode ser ajustado e é esse o objetivo principal da minha visita”, disse Teresa Ribeiro aos jornalistas, à chegada a São Tomé, informa a agência Lusa.

A governante portuguesa vai ter, a partir de quarta-feira, “um alargado leque” de encontros e reuniões de trabalho com as autoridades são-tomenses sobre a cooperação bilateral, acreditando que destes encontros sairão “todos beneficiados”.

Teresa Ribeiro, que regressa no sábado a Lisboa, tem prevista uma deslocação à Região Autónoma do Príncipe e espera durante a sua estada no arquipélago passar em revista “todos os compromissos comuns, as responsabilidades partilhadas” e ver em que ponto é que se está no programa de cooperação.

Educação, saúde, justiça, cooperação técnico-militar, cooperação técnico policial e capacitação institucional são áreas inscritas no PEC e vão ser revisitadas pela governante portuguesa e pelas autoridades de São Tomé e Príncipe.

De acordo com o programa da visita, na quarta-feira de manhã Teresa Ribeiro reúne-se com o ministro da Presidência do Conselho de Ministros e dos Assuntos Parlamentares, Afonso Varela, e com o primeiro-ministro, Patrice Trovoada, para fazer o ponto de situação sobre o PEC assinado em 2016.

No período da tarde terá encontros de trabalho com o ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação, Olinto Daio, e com a ministra da Justiça, Administração Pública e dos Direitos Humanos, Ilza Amado Vaz.

Estes dois encontros serão precedidos de uma visita à escola portuguesa.

Ainda na tarde de quarta-feira Teresa Ribeiro visita a Universidade Pública de São Tomé e Príncipe, e inaugura uma exposição do escultor são-tomense Zémé, no Centro Cultural Português.