Redes Sociais:
HomeNotíciaPolíticaGoverno etíope anuncia libertação dos presos políticos

Governo etíope anuncia libertação dos presos políticos

O primeiro-ministro etíope, Hailemariam Desalegn, anunciou hoje (03), em Addis Abeba, a libertação de todos os presos políticos, assim como o encerramento do centro de detenção de Maekelawi.


 África 21 Digital com agências

 

A decisão responde a acusações de grupos de direitos humanos que asseguram que os detidos foram torturados por se oporem ao atual governo, informa a agência cubana Prensa Latina.

Entre os políticos sob custódia estão is líderes da oposição Bekele Gerba e Merara Gudina, assim como vários jornalistas.

Neste contexto, Desalegn afirmou que as acusações contra os presos políticos foram banidas, uma medida que, em sua opinião, “ampliará o espaço democrático para todos”.

Os opositores acusam o governo de recorrer a detenções massivas para reprimir a oposição, pois os mesmos foram detidos na sequência das manifestações realizadas em todo o país para exigir reformas políticas e económicas.

Embora não tenha especificado o número de pessoas detidas, algumas fontes dão conta de milhares desde 2015. A maioria dos reclusos são provenientes das regiões de Oromia e Ambara, onde, nos últimos meses, foram paralisadas várias empresas, universidades e redes de transporte.

Hailemariam prometeu que Maekelawi será encerrado e se converterá em um museu, e segundo o diário etíope Addis Standart, será aberto um novo centro de detenção em obediência às normas internacionais.

Compartilhar

Escrito por: África 21 Digital

Nenhum comentário

Deixe um comentário