Redes Sociais:
HomeNotíciaEconomia & NegóciosReservas internacionais brutas em Angola desceram 11% desde agosto

Reservas internacionais brutas em Angola desceram 11% desde agosto

O banco central angolano indicou também ter decidido manter a Taxa BNA em 16,5%, mantendo igualmente inalterados os coeficientes das Reservas Obrigatórias.


África 21 Digital com Lusa


As Reservas Internacionais Brutas (RIB) de Angola situaram-se em outubro em 16.200 milhões de dólares (13.850 milhões de euros), contra os 17.090 milhões de dólares (15.100 milhões de euros) de agosto de 2018, indica um comunicado do banco central angolano.

No documento, saído da reunião de sexta-feira do Comité de Política Monetária (CPN) do Banco Nacional de Angola (BNA), é indicado que o montante corresponde a uma redução, em termos acumulados, de 11,13%, com um grau de cobertura de importações de bens e serviços de 6,6 meses.

O banco central angolano indicou também ter decidido manter a Taxa BNA em 16,5%, mantendo igualmente inalterados os coeficientes das Reservas Obrigatórias.

“Estas decisões foram sustentadas pelo facto de a inflação homóloga continuar a manter uma trajetória decrescente, bem como pela evolução da base monetária, variável operacional da política monetária, que contraiu 6,36% em termos homólogos”, lê-se no comunicado.

Por outro lado, o BNA referiu que continua a monitorizar o nível da liquidez do sistema, “que vem apresentando uma tendência crescente”.

O Índice de Preços no Consumidor Nacional (IPCN) registou uma variação mensal de 1,39% em outubro de 2018, inferior em 1,30 pontos percentuais em relação a setembro e uma variação homóloga de 18,04%, igualmente inferior à registada no mês anterior em 1,17 pontos percentuais.

As províncias que apresentaram as maiores variações mensais foram as do Bengo (2,09%), Zaire (1,95%) e Moxico (1,73%), tendo o Namibe (0,99%), Huambo (1,00%) e Bié (1,15%) registado as menores variações.

No que diz respeito ao panorama geral do IPCN por classes, constatou-se que a maior variação mensal de preços ocorreu na classe de Vestuário e Calçados, na ordem de 2,04%.

No mercado monetário interbancário, foi transacionado entre setembro e outubro um fluxo total de 1.520 milhões de kwanzas (4.342 milhões de euros), representando uma diminuição de 342,14 milhões de kwanzas (977 milhões de euros) (18,33%) face ao período anterior.

A LUIBOR, na maturidade ‘overnight’, situou-se em 16,70%, o que representou uma diminuição face ao nível em que se encontrava no início do ano (17,77%).

O agregado monetário “M2” em moeda nacional, que congrega a totalidade dos depósitos bancários em moeda nacional e as notas e moedas em poder do público, registou uma variação negativa de 116.040 milhões de kwanzas (331 milhões de euros) em relação ao nível observado em agosto de 2018, tendo passado de 4.379 milhões para 4.250 milhões de kwanzas (de 12,5 para 12,1 milhões de euros) para em outubro de 2018, o que corresponde a uma redução de 2,66%.

Nos últimos 12 meses, este indicador variou negativamente em 1,69%.

No mercado de crédito, em outubro de 2018 observou-se uma expansão do crédito em moeda nacional de 2,04% em relação a agosto de 2018.

Nos dois últimos meses, o Banco Nacional de Angola vendeu um total de 1.810 milhões de dólares (1.547 milhões de euros) aos bancos comerciais.

Em termos acumulados, vendeu-se o montante de 11.290 milhões de dólares (9.650 milhões de euros), valor superior em 5,05% em relação ao mesmo período do ano passado (10,75 mil milhões de dólares – 9.190 milhões de euros).

A conta de bens teve um superavit nos dois últimos meses em 4.610 milhões de dólares (3.940 milhões de euros), o que representou um aumento de 15,09%, face ao período homólogo de 2017, justificado, essencialmente, pelo aumento do valor das exportações em 15,16%.

A próxima reunião ordinária do Comité de Política Monetária do Banco Nacional de Angola realiza-se a 25 de janeiro de 2019.

Compartilhar

Escrito por: África 21 Digital

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!