Redes Sociais:
HomeNotíciaPolíticaLíder oposicionista, Felix Tshisekedi deverá ser o próximo presidente congolês

Líder oposicionista, Felix Tshisekedi deverá ser o próximo presidente congolês

Felix Tshisekedi pode tornar-se no quinto presidente da República Democrática do Congo (RDC), caso sejam confirmados pelo Tribunal Constitucional os resultados das eleições gerais realizadas a 30 de Dezembro do ano passado.


África 21 Digital com Angop


Líder do maior partido da oposição, a União para a Democracia e Progresso Social (UDPS), Tshisekedi obteve já 38,57 por cento dos votos válidos, segundo anunciou na manhã de quinta-feira (10) o presidente da Comissão Nacional Eleitoral Independente (CENI), Corneille Nangaa.

Felix Tshisekedi recebeu sete milhões de 53 mil votos dos 18 milhões de 280 mil 830 proclamados válidos, disse Nangaa ao apresentar os resultados preliminares.

De momento desconhece-se a data da oficialização dos resultados. Inicialmente estava programada para o dia 15, mas a primeira publicação demorou quatro dias a mais do que o esperado no calendário da CENI.

A participação foi estimada em 47,56 por cento dos mais de 39 milhões de congoleses também chamados para escolher os deputados provinciais e nacionais.

Em segundo lugar ficou o oponente Martin Fayulu, da coligação Lamuka, que na língua lingala significa “despertar”, com seis milhões 366 mil 732 votos, 35,2 por cento. Em terceiro lugar ficou o candidato da governamental Frente Comum para o Congo, Emmanuel Ramazani Shadary, com quatro milhões de 357 mil 359 ingressos, 23,8 por cento.

A confirmar-se a vitória, Tshisekedi substituirá o líder Joseph Kabila, que deixará o cargo após quase 18 anos, precedido pelos presidentes Joseph Kasa-Vubu, Mobutu Sese Seko e Laurent-Désiré Kabila ( pai do atual presidente).

Nascido em 1963, o presidente eleito é filho de Etienne Tshisekedi, oponente histórico e fundador dos UDPS, que morreu no dia 1 de Fevereiro de 2017 em Bruxelas, Bélgica, onde ainda o seu corpo continua à espera de um processo de repatriamento.

Tshisekedi tem enormes desafios pela frente e será apoiado pelo experiente político Kamerhe Vital, que renunciou a ser candidato presidencial em troca do cargo de Primeiro-ministro.

Após a vitória, de acordo com o resultado provisório, Tshisekedi prestou homenagem ao seu pai, aos 13 parlamentares fundadores da UDPS e a Kabila.

Compartilhar

Escrito por: África 21 Digital

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!