Redes Sociais:
HomeNotíciaTurismo & ViagensÁfrica do Sul quer receber mais turistas chineses

África do Sul quer receber mais turistas chineses

A África do Sul está disposta a ter mais visitantes chineses e está se esforçando para tornar sua viagem mais fácil e agradável, segundo o ministro sul-africano do Turismo.

África 21 Digital com Xinhua


Cidade do Cabo

O ministro do Turismo da África do Sul, Derek Hanekom, disse em uma comemoração do Ano Novo chinês, realizada pela embaixada chinesa, que a África do Sul tem cerca de 100 mil turistas chineses por ano,  mas ” poderíamos aumentar massivamente esse número”.

Em 2018, a África do Sul e a China assinaram memorandos de entendimento, entre os quais a simplificação de vistos para viajantes de negócios e lazer chineses para promover o turismo.

Hanekom disse que este foi um passo para tornar mais fácil para os viajantes chineses conseguirem visto para a África do Sul.

Ele revelou que o governo da África do Sul está considerando a emissão de vistos de 10 anos com entradas múltiplas e vistos eletrônicos para turistas chineses. O Departamento de Assuntos Internos está explorando a possibilidade de reconhecer o visto anterior ou outro visto no passaporte chinês, como o visto Schengen, da União Europeia, o visto americano ou o visto australiano.

Ele também prometeu que o processo de aprovação do pedido de visto será reduzido para cinco dias.

Quanto ao problema de segurança, Hanekom disse: “Estamos todos conscientes do desafio. Estamos levando isso muito a sério”. O governo está combatendo duramente o crime e a corrupção, os lugares que os visitantes costumam visitar são “seguros de acordo com qualquer padrão internacional”.

Hanekom disse que alguns guias locais e garçons de hotéis aprenderam mandarim para melhorar a experiência dos visitantes chineses. O treinamento será estendido para mais pessoas nos próximos anos.

“A África do Sul oferece uma variedade de experiências de vida selvagem e uma oferta cultural e patrimonial extraordinariamente diversificada que muitos países não conseguem igualar”, disse Hanekom.

Compartilhar

Escrito por: África 21 Digital

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!